Etérium próximas exposições


    (clique para download de documentos)

 
 

 

Tocar o que não tem corpo e aí procurar respostas.

 

Sempre me intrigou o conhecimento possível do papel que cumprimos aqui, de pés assentes neste bocado de chão.
Como muitos outros, não quero aceitar que sou uma chama esvoaçante, sem objectivos definidos, que acende e apaga finalizando seu ciclo, independentemente de ter dado ou não luz  ao mundo.
Depois de, durante este meu caminho, ter tocado de leve temas do espírito, filosofias de vida e formas de estar, senti que se formava em mim um ideal de procura e uma forma de ser eu mesmo.
A procura dos meus próprios passos tornou-se um ímpeto de força maior.
Mas como procurar respostas sobre algo que não é tangível e que tanta controvérsia fundamenta?
Como abordar esta temática sem ferir ou entrar em discussões?
Não quero ser dono da verdade, mas quero ser livre de procurar, sem ser criticado por quem não sabe.
Sendo eu alguém que sempre se sentiu bem dentro do universo artístico, logicamente escolho esse campo, onde as vontades são livres para trabalhar.

 

É assim que surge o Éterium, como algo que se esvai entre nossos dedos, mas tem sentido, tem a força da união e destino.
Neste espaço de expressão sinto que posso pesquisar, interrogar, deixar que os sentidos evoluam de forma a procurar as respostas que talvez nem existam.

  

Este projecto é elaborado de forma metódica na pesquisa de respostas a factos subjectivos não passíveis de comprovar, questionando factos indubitáveis para os quais existe respostas dentro das várias filosofias, religiões e dogmas. Como tal e a partir dessas respostas objectivas, somos levados a acreditar na subjectividade do destino e vida como um valor real.

 

Esta exposição que demonstra a continuidade da procura de respostas, tem como particularidade a tentativa de explorar todos os sentidos do indivíduo que observa.

Para tal, seu olfacto no espaço de exposição é condicionado com um aroma de frutos vermelhos do bosque que o acompanha e expande sua sencibilidade.

Como som foram escolhidos temas da compositora e cantora Sheila Chandra.

Por ocasião da inauguração foi servido um Porto seleccionado e a componente gustativa foi completada com serviço de canapés salgados e acidos de limão.

A luz é orientada e quente sobre os quadros.

Os visitantes são convidados a tocar nas obras e inclusivamente invisuais tiveram acesso a algumas emoções provocadas pelo artista através do tacto.

Resultados:

Muito além das expectativas, conforme pode ser observado na reportagem que se indica de seguida.

 

http://freelancenews.blogspot.com/2007/11/viagem-de-pauloteixeiralopes.html

  
Actividades Etérium:
 
Apresentação no espaço Villa Comunity 12 Junho 2010
  
Etérium a Viagem em Tertúlia
22 Janeiro pelas 21h na Igreja Nossa Senhora da Ajuda, Pasteleira – Porto, e
Um aprofundar sobre a estrutura e metodologia por trás do Etérium. Arte, Religião e Fé.
 
 27 Jun | 24 Jul 2009 – Centro Comercial Dolce Vita – Porto na Galeria de Exposições
 
De 12 Janeiro a Março 2010 presente em colectiva de comemoração dos 125 anos Escola Artística Soares dos Reis (Porto)
Expo-Geração 80

27 Nov | 18 Dez 2009 no Império da Girafa ao Palácio da Bolsa no Porto   
http://oimperiodagirafa.blogspot.com/

Deixe um comentário

Filed under Hobbies

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s