Livro: Etérium a Viagem


Download

Um dos vídeos:

http://www.youtube.com/watch?v=x4qj7dunBoE&list=UUMZ7Epj0Mf5C9TV4C_h0v5w&index=9&feature=plcp

2 comentários

Filed under Exposições

2 responses to “Livro: Etérium a Viagem

  1. Paulo Teixeira Lopes, pintor, designer, escritor, homem de
    talento artístico singular expresso na criatividade plástica que
    cultiva com mestria e imagética virtuosa, desvenda em “Etérium a
    Viagem” o percurso filosófico duma existência que se revela na,
    pela e com a Arte.
    Partindo duma dialéctica triangular que procura a
    representação da ordem do mundo, determina o plano ontológico
    onde decorre um projecto que linearmente avalia os nós e os laços
    dum pulsar de vivências, afectos, emoções, razões em “Viagem”,
    em “Viagem, Continuum” e em “Viagem, Vida”. Ou seja, um
    projecto que, em tríade filosófica de inquirição de vida pela relação
    de conhecimentos experimentados e adquiridos, avalia o sentido e
    o fim da essência do Homem em relação com a própria
    humanidade.
    Neste deambular… Resultam telas que espelham uma
    semiótica de afectividade que transcende a matéria plástica
    visual… Resultam telas circunscritas a espaço ontológico de
    impermanentes expressividades que aprisionam a realidade
    sonhada e almejada… Resultam telas de imagens inquietamente
    serenas que respiram a luz do sangue fervente na alma e
    descodificam os códigos da epiderme gravada na memória da
    saudade e da felicidade…
    A arte de Paulo Teixeira Lopes afirma uma ética e uma estética
    para o tempo passado, presente e devir… Devir que é o desafio que
    abre neste livro, desafio como novelo de veludo que tece amplo
    manto de possibilidades para Ser…
    Delfim Sousa
    Director da Casa-Museu Teixeira Lopes

  2. Sérgio Lizardo
    “Etérium – A Viagem” é um livro de emoções e uma emoção. É feito de pequenas grandes emoções que vivem em cada um dos quadros e textos; e é feito de uma emoção maior que é o espírito e o sentido que Paulo Teixeira Lopes confere à obra.
    A capa, é uma caixa que reveste o que está em cada página: sentimentos que se experienciam em quase comunhão com o autor, que nos influencia com as imagens e os conjuntos de palavras em que se acredita e nos quais se entra, em visita vivenciada no seu etéreo.
    É um puzzle de retalhos de vida que, aleatoriamente unidos sem regras cronológicas nem baptismos de meros factos biográficos, retrata com mestria um caminho que se começa a traçar desde a vida tenra e no qual nos deparamos com bifurcações de dúvidas, rectas de impulsos ou certezas e, às vezes, com as crateras na estrada que exigem de nós um passo ao lado, para seguir em frente.
    É um filosofar com o que as palavras dizem do que vai ou foi na alma e com o que os quadros suscitam. É um compilar de respostas a perguntas e de perguntas a encontrar na viagem mais à frente.
    É como que um chamar por nós pelo que nos espera em cada etapa, que nos levanta o queixo e o ângulo de visão na altura exacta.
    Vale a pena pensar depois de o ler!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s